LOADING...
logo
30 maio

Logo não é identidade

A logo é uma representação que compõe a identidade. O que é importante saber é que o símbolo criado para significar o nome de alguma marca ou produto, sozinho, não transfere toda a mensagem que a marca deseja passar.

Quando colocamos o logotipo em alguma peça publicitária, seja em impressos ou digitais, estamos enviando uma mensagem ao nosso público. Contudo, não tem sentido  aplicar a “figura” apenas para o registro ou assinatura.

Cada vez mais é possível encontrar aplicativos que colocam de determinada forma, pré definida a logo do seu produto ou serviço, em postagens diretas  feitas pelo celular.

Em tempo onde  o compartilhamento é indicador de sucesso, ter a marca impressa na sua peça digital, é até uma forma de assegurar que conteúdo produzido volte até você com os resultados esperados.

Mas é muito importante saber que por mais profissional que seja o seu logotipo, a identidade visual que se cria a cerca dele é o que favorece o seu entendimento e assimilação. É  a identidade visual que favorece a comunicação, sendo assim apenas a representação gráfica sem uma estratégia de comunicação pode inclusive, atrapalhar todo o planejamento de marketing.

Logo, tipografia e paleta de cores

Por motivos financeiros, muitas empresas começam apenas com a elaboração do logotipo, sem dúvida é um passo importante.

Mas até para a simples composição de um logotipo é necessário entender o produto, fazer uma imersão no conceito do que será passado para o cliente.

Esse exercício de conhecer a fundo o cliente, faz toda diferença na hora de efetivamente desenhar e pensar na personalidade que essa marca vai ter unifica a comunicação e agrega valor a esse novo projeto.

A sua marca pode estar presente em cada peça publicitária, impressos ou pelas redes sociais, todavia o seu conceito precisa estar claro. Ter  tudo que a sua marca quer transmitir traduzido em informações visuais.

A escolha da tipografia deve seguir, além da óbvia necessidade de entendimento, uma lógica que atenda o produto e o público. Por exemplo, os post de redes sociais com mensagens motivacionais tem o claro objetivo de ser sutil e leve na comunicação, correto?

Todas essas “necessidades”nos levam a escolha de uma tipografia que pode ser manuscrita e  que cria essa atmosfera de proximidade. Todavia se a ideia é que o interlocutor leia a mensagem, por mais bonita que seja, as fontes cursivas dificultam a leitura se não dimensionadas corretamente.

Esse cuidado também pode ser percebido na escolha da paleta de cores institucionais. As cores por si só passam mensagens completas e saber como utilizá-las em prol da comunicação visual já garantem que a sua marca atinja ainda mais as emoções da sua audiência.

O cuidado com as cores, fontes e aplicações da sua marca atende ao que chamamos de identidade, uma coesão visual que atrai e fideliza a atenção do seu público, principalmente em meios digitais. Invista em qualidade e conteúdo.

Leave A Comment