LOADING...
métricas de marketing digital
31 jan

Vá além das métricas de vaidade

Ao lidarmos com a estratégia de inbound marketing não podemos desprezar os resultados e métricas. No entanto, é comum verificar que muitas delas servem mais para amaciar o ego de alguns do que de fato apresentar resultado. O que chamamos de métricas de vaidade, e se cabe aqui um conselho, o que podemos dizer é fuja delas.

O que chamamos de métricas de vaidade é o que se pode dizer de uma análise apenas qualitativa de mídias, quantidade de visitantes, seguidores do Twitter, pessoas que curtiram a Fanpage da empresa, quantidade de visualizações de vídeo no YouTube. O fato é que estas métricas não dizem muito sobre o que de fato interessa para a estratégia de Marketing Digital.

A pergunta aqui é: O que de fato interessa então? O que de fato faz da sua estratégia de marketing digital e a conversão de leads e quantidade de novos clientes as ações de marketing gerou para a empresa. Você pode ter uma alta quantidade de visualizações, mas isso pode não se converter em novos leads. É preciso então avaliar se a oferta ou conteúdo apresentado está alinhado ao que de fato interessa ao seu cliente em potencial.

Mas como fugir desta armadilha? O primeiro passo é acompanhar as métricas de vaidade sem se deslumbrar com elas. O ideal é que elas não sejam vistas isoladamente, mas em conjunto à outros elementos, o primeiro deles é seu funil de vendas e marketing. Mas temos outras informações que devem ser consideradas para um melhor diagnóstico da sua estratégia:

Alcance: esta informação apresenta a audiência cativa da empresa, quantidade de leads, seguidores em mídias, assinantes do blog e outros. Pode parecer uma contradição, falar que o alcance não é uma métrica de vaidade, mas a verdade é que o crescimento do alcance pode gerar um aumento das conversões. Lembrando que aqui não analisamos apenas o número de visitantes do site.

Custo por Lead: Esta métrica é de extrema importância, pois identifica o valor investido por conversão. Um alto custo por lead demonstra que os investimentos podem estar alocados nos canais errados. Por esta informação também pode ajudar a definir novos investimentos para as ações de marketing.

Fontes de Tráfego: Apresentam os canais que tem contribuído para atração de visitantes. Aqui é possível analisar o desempenho individual de cada canal e como cada um contribui para o crescimento total. Aqui também é possível observar se os resultados de busca orgânica estão aumentando em relação às mídias pagas.

Páginas mais acessadas: A avaliação de página a página ajuda a identificar os conteúdos que estão atraindo um maior número de visitantes. Em cada página precisa verificar se existe chamadas (call-to-action) que levem a conversão, e também qual a taxa de rejeição de cada página, o que pode identificar a baixa atratividade da página.

Taxas de conversão: As páginas criadas para conversão de leads devem ser analisadas. Aqui estamos falando especificamente sobre as landing pages, através das quais divulgamos iscas, ofertas de conteúdo rico, para atração de leads em troca de suas informações. É preciso acompanhar a evolução da taxa de conversão que indica a quantidade de leads convertidos.

Desempenho de ações de e-mail marketing: Outra ação de captação são o envios de e-mail marketing. Aqui devemos acompanhar as taxas de abertura de e-mails, cliques em links, quantidade descadastramentos, informações que indicam a eficiência da campanha.

É preciso acompanhar essas métricas, são estas informações que indicam os resultados e respaldam a estratégia de marketing digital de sua empresa. Deixe de lado as métricas da vaidade e mantenha seus olhos sobre as métricas de conversão.

Leave A Comment